Cozinhas Decoradas no Estilo Inglês

A cozinha é um dos ambientes da casa que mais merece atenção especial na hora de fazer a decoração e definir o estilo dela. Isto porque se trata de um dos ambientes em que mais as pessoas passam tempo – é na cozinha o local onde se prepara as refeições, onde as pessoas compartilham os seus momentos diários, onde se recebe os amigos – enfim. A cozinha é, portanto, depois da sala de estar e do quarto, um local de convívio social entre família e amigos, por isso é essencial seja não só prático e funcional, mas também bonito e também  agradável.

E na busca por um estilo de decoração de cozinha há diversos modelos pelos quais os moradores podem optar. Os modelos vão desde os estilos de cozinha mais modernas, às cozinhas mais clássicas, passando ainda pelo rústico até chegar ao estilo retrô.

Uma das decorações que ainda atrai muitas pessoas é a decoração de cozinha no estilo inglês. A decoração em estilo inglês se configura pelo requinte, pela elegância e pela sobriedade. Este tipo de decoração tem alguns elementos básicos que são essenciais para dar o chamado tom “British” que os ingleses conhecem melhor que ninguém. Quem quer decorar a sua cozinha no melhor estilo inglês tem de investir em alguns elementos como a madeira de caoba que é considerada um elemento fundamental nesta divisão da casa.

Além disso, os móveis deste tipo de cozinha têm um estilo mais clássico, que se adequam muito bem ao restante dos ambientes da casa. Outro elemento que não se pode deixar passar despercebido é quanto à seleção das cores. O castanho-escuro ou pastel, e até mesmo o cinzento, aparecem bastante nas cozinhas de estilo inglês.  As cores das paredes são geralmente mais claras e sóbrias, em tons neutros, para equilibrar o tom mais escuro dos móveis, e assim, criar algum contraste agradável.

Trata-se de um tipo de cozinha na qual se aposta muito em acessórios mais clássicos. Como tal, pode dar um ar mais retro, aproveitando antiguidades nas feiras e lojas de velharias. Vale ainda o cuidado de escolher peças que combinem e se integrem na perfeição na sua cozinha.

Para finalizar a decoração de cozinha em estilo inglês é muito importante ter atenção redobrada com a iluminação. Esta não é geralmente muito potente ou direta, baseando-se principalmente em pontos de luz indireta, através de candelabros, candeeiros e aranhas.

Como Aproveitar Melhor os Espaços da Cozinha

Decorar os ambientes não é a tarefa mais fácil do mundo. Embora seja muito agradável de ser feita, entender como se organiza o espaço e saber aproveitá-los de maneira otimizada é o grande desafio de profissionais do ramo e das pessoas que fazem a decoração de suas casas por meio do processo “faça você mesmo”. E determinados ambientes da casa demandam de mais conhecimento e expertise para saber aproveitar cada cantinho e deixá-los ainda mais aconchegantes e funcionais.

Isto acontece muito com a cozinha. É uma tendência dos novos empreendimentos imobiliários oferecerem cozinhas cada vez menores. Acontece que justamente a cozinha, que até pouco tempo era um ambiente secundário, ganhou mais importância em sua utilização – a cozinha hoje é um espaço não apenas destinado ao preparo dos alimentos, mas também é o local da casa onde se reúne a família, recebe – se os amigos, e confraterniza-se. Diz – se que a cozinha hoje, já é um canto da casa onde as pessoas passam mais tempo do que na própria sala de estar, perdendo o posto até mesmo para a sala de estar.

Por estas razões se faz tão importante o melhor aproveitamento do espaço da cozinha. Ela pode tanto ser integrada a outros espaços, quanto pode ser “estendida”, dependendo da escolha e disposição do mobiliário.

Portanto, aproveitar o espaço disponível da melhor maneira possível torna-se prioridade no cenário atual. Nesse sentido, duas dicas são fundamentais para as pessoas que possuem cozinhas pequenas e querem melhor aproveitá-las.

A primeira delas é utilizar armários com pequenas profundidades para o armazenamento de mantimentos e/ou copos e garrafas. Sabe aquele pedaço de parede que divide a cozinha da sala em frente ao fogão, por exemplo, pode ser uma opção para aplicar essa ideia. Com apenas 15/20 cm, já é possível ter esse mobiliário. No entanto, como nem sempre há um espaço sobrando na cozinha, essa ideia pode ser levada para a sala. A pequena profundidade de parede ao lado do acesso na sala foi transformada em uma “cristaleira” embutida, com ares de painel – auxiliando a guardar os itens que normalmente iriam para a cozinha. Fica bem interessante e não custa caro para quem irá fazer.

A segunda dica é justamente fazer uma aposta em bancadas desmontáveis. Durante o dia, a bancada funciona como um aparador com painel. Durante à noite, na hora do jantar, ela pode ser transformada em uma mesa pequena.

Dicas de Decoração Para Fazer Iluminação da Cozinha

Decorar uma casa não é uma tarefa fácil, mesmo. É por essa razão que tantas pessoas buscam a ajuda de profissionais especializados para executar este tipo de tarefa, que depois de um período de obras, parece que não acaba nunca mais. No entanto, por ser um serviço especializado, muitas vezes, o orçamento não comporta a contratação de um profissional. O que fazer então? Com um pouco de boa vontade e criatividade, é possível fazer uma decoração bem bacana, assertiva e ainda aliada ao estilo e gosto pessoal.

Para isso, os próprios designers de interiores recomendam que seja dada atenção especial a alguns itens. Por exemplo, a iluminação correta dos ambientes. A iluminação deve ser um projeto à parte. Ela exige que quem vai tocar esta etapa tenha conhecimento de tipos de iluminação, dicas e truques de iluminação para cada ambiente da casa e ainda conheça tipos de lâmpadas e recursos de iluminação existentes no mercado.

Isto não é uma exigência despropositada. Um projeto de iluminação mal feito pode trazer uma série de problemas para os moradores da casa, e isto já a curto prazo. É a iluminação adequada que dá brilho, alegria, sensação de aconchego, além de amplitude para os espaços pequenos. Portanto, quanto mais se souber sobre iluminação, melhores serão os resultados com a iluminação da casa.

A cozinha, por exemplo, é um ambiente para o qual se deve ter um olhar bem atento no que concerne à iluminação. Uma iluminação inadequada na cozinha pode acarretar uma série de problemas aos moradores. A cozinha é um ambiente úmido, ideal para a proliferação de bactérias, por isso precisa ser bem iluminada e arejada. Os pontos de luz devem iluminar as zonas adequadamente.

Vale lembrar que a cozinha é dividida em três zonas: de culinária, de armazenamento e de lavagem. Cada uma delas deverá receber uma iluminação específica.

Na zona de armazenamento a iluminação não deve ser feita com lâmpadas em excesso, pois isso deixa a zona aquecida causando estragos nos alimentos e móveis. Por sua vez, a zona de lavagem e de culinária deve primar por uma iluminação forte e não uma que cause sombras e dificulte a higienização dos utensílios e alimentos.

A iluminação deve ser pensada de maneira geral – ela deve envolver todo o ambiente podendo ser de um único ponto ou por apliques de luzes no teto e paredes. Deve haver um único ponto que permita a colocação de várias lâmpadas para deixar o ambiente mais claro. Este tipo de iluminação em geral é mais econômico, pois as lâmpadas podem ser de baixa intensidade.