Vantagens e Desvantagens de Alguns Tipos de Piso

Quem está se ocupando com a decoração dos ambientes da casa, e está na etapa da escolha de pisos e revestimentos, precisa conhecer as vantagens e desvantagens de alguns tipos de pisos antes de fazer a escolha por um deles. Embora o piso vinílico e o cimento queimado sejam algumas tendências da atualidade, eles também possuem alguns problemas a curto, médio e longo prazo. Saber avaliar a qualidade do material, aliado ao preço e a sua funcionalidade, será decisivo no momento da escolha. Nunca faça a compra de um piso apenas por ele ser bonito ou estar na moda.

As opções de tipos de piso são variadas. Existem cores e materiais diferentes e tudo vai depender do gosto e da necessidade de cada morador.

O piso vinílico e o cimento queimado são as novas tendências do mercado de revestimento. O cimento queimado é um material que vem ganhando maior visibilidade, já que tem um aspecto mais rústico, imitando o concreto. Já o vinilico é muito resistente e, além disso, é produzido com materiais recicláveis.

No entanto, mesmo com o crescimento da procura por outros modelos de pisos, os  pisos frios como porcelanato, cerâmica e antiderrapante ainda têm bastante procura e são concorrentes dos pisos de madeira. E o mais importante é saber em qual ambiente o revestimento será colocado. O critério básico na hora de fazer a escolha ou um ou outro deve ser  em qual área o piso frio vai ser colocado, área molhada ou seca, interna ou externa.

O piso vinílico possui instalação fácil e rápida e a superfície precisa estar uniforme e limpa. O material não mancha, é antialérgico, muito resistente e com alta durabilidade, não faz barulho ao andar e tem diversas cores e formatos. A limpeza é feita apenas com pano úmido e representa uma alta economia para a obra. O custo médio do vinílico é de R$ 50 por metro quadrado sem contar a instalação. No entanto, não é recomendado para áreas externas, úmidas ou que tenham muito contato com água, como, por exemplo, o banheiro.

Já o taco é um piso atemporal, hipoalérgico e que aceita todo tipo de decoração, sendo acolhedor e aconchegante. É versátil, muito duradouro e a limpeza diária é simples, feita com vassoura, pano úmido e produtos específicos para a conservação da madeira. O custo médio dos tacos é de R$ 200 por metro quadrado. O alto custo e o tempo de instalação podem ser fatores contra o taco, que é mais trabalhoso do que os outros pisos.

O cimento queimado, por sua vez, é fácil de ser aplicado e deve ser colocado em uma superfície lisa e nivelada. É ideal para quem quer uma obra rápida e pode ser usado em áreas internas e externas. Para ter uma durabilidade prolongada, é necessário aplicação de resina com base acrílica por cima da massa ainda úmida e tem a versatilidade na hora de decorar a casa. Se não for aplicado de maneira correta, apresentará fissuras.